HIPOGLICEMIA E HIPERGLICEMIA

HIPOGLICEMIA (Baixa de glicose no sangue)

Hipoglicemia pode acontecer mesmo durante aqueles momentos em que você está fazendo todo o possível para controlar seu diabetes. Então, apesar de muitas vezes você não poder impedir que isso aconteça, a hipoglicemia pode ser tratada antes que o quadro piore. Por esta razão, é importante saber o que é a hipoglicemia, quais são seus sintomas e como tratá-la.

Hipoglicemia acontece de tempos em tempos, para todos que tem diabetes.

Verificar os níveis de glicose no sangue para determinar quando o seu nível é baixo, ou seja, abaixo de 70.

Aprenda a identificar os sintomas de hipoglicemia, para que você possa tratá-la rapidamente.

Tratar a hipoglicemia, elevando o seu nível de glicose no sangue com alguma forma de açúcar.

Como eu sei quando a minha glicose no sangue está baixa?

Parte importante da gestão da diabetes é verificar o nível de glicose no sangue frequentemente. Pergunte ao seu médico quantas vezes você deve verificar e que níveis de glicose no sangue são adequados. Com os testes capilares de glicemia (ponta de dedo) saberá quando será necessário tratar sua hipoglicemia.

Você deve verificar se seu nível de glicose no sangue está de acordo com as metas determinadas pelo seu médico. Caso perceba que seu nível de glicose está baixando, faça imediatamente o teste de glicemia. Constatando estar com hipoglicemia, deverá tratá-la rapidamente.

Se você sentir que está entrando em hipoglicemia, mas por algum motivo não puder verificar imediatamente, lembre-se de uma regra muito simples: na dúvida, tratar.

Os sintomas de hipoglicemia são:
  • Tremores
  • Tontura
  • Suando
  • Fome
  • Dor de cabeça
  • Cor da pele pálida
  • Mudanças bruscas de humor ou comportamento, como choro sem motivo aparente
  • Movimentos desajeitados
  • Apreensão
  • Dificuldade em prestar atenção ou confusão
  • Sensações de formigamento em torno da boca
Como posso tratar a hipoglicemia?

A maneira mais rápida de aumentar a glicose no sangue e hipoglicemia é através da ingestão de alguma forma de açúcar. Muitas pessoas com diabetes gostam de levar comprimidos de glicose. Você poderá obter comprimidos de glicose em farmácias.

Outras fontes de açúcar ou de carboidratos simples também funcionam bem para tratar a hipoglicemia, como sucos de frutas, doces duros, bolachas, dentre outros. O importante é fazer com que pelo menos 15 gramas de açúcares/carboidratos sejam ingeridos. O rótulo nutricional informará a quantidade de carboidratos existente no alimento utilizado para tratar o episódio de hipoglicemia. Para tratar a hipoglicemia você deverá ter em mãos algum alimento composto principalmente de açúcar ou de carboidratos. Os alimentos que têm gordura, bem como açúcares e hidratos de carbono, como o chocolate ou cookies, não funcionam tão rapidamente para aumentar os níveis de glicose no sangue.

Alimentos com carboidratos 15 gramas:
  • (1/2 xícara) de suco ou refrigerante normal
  • 2 colheres de sopa de passas
  • 4 ou 5 bolachas água e sal
  • 4 colheres de chá de açúcar
  • 1 colher de sopa de mel ou xarope de milho

Pergunte ao seu médico ou nutricionista sobre a lista de alimentos que podem ser usados para tratar a baixa glicose no sangue (hipoglicemia). Em seguida, certifique-se de ter sempre pelo menos um deles  com você.

Depois de verificar a glicose no sangue e tratar sua hipoglicemia, deverá esperar de 15 a 20 minutos e verificar o seu sangue novamente. Se a glicose no sangue ainda é baixa e os sintomas de hipoglicemia não foram embora, repita o tratamento. Depois que você se sentir melhor, não se esqueça de comer as suas refeições regulares e lanches como o planejado para manter o seu nível adequado de glicose no sangue.

E se não for tratada?

É importante tratar a hipoglicemia rapidamente, porque a hipoglicemia pode piorar e você poderá passar mal. Se chegar a este ponto, você precisará de tratamento imediato, através de injeções de glucagon ou tratamento de emergência em um hospital.

Glucagon aumenta a glicemia e é injetado como a insulina. Pergunte ao seu médico sobre sua prescrição e como usá-lo. Você precisa informar às pessoas ao seu redor (como membros da família e colegas de trabalho) como e quando será necessário a injeção de glucagon em você.

Se o glucagon não está disponível, você deve ser levado para o pronto socorro mais próximo para tratamento da hipoglicemia. Se precisar de assistência médica imediata ou uma ambulância, alguém deve chamar o número de emergência em sua área para obter ajuda.

Se você passar mal em razão de hipoglicemia, aqui estão alguns prós e contras para amigos, familiares e colegas de trabalho:

  • Não injetar insulina.
  • Não forneça alimentos ou líquidos.
  • Não coloque as mãos na boca.
  • Injetar glucagon.
  • Pedir ajuda de emergência.
O que é o desconhecimento da hipoglicemia?

Não percepção de hipoglicemia é um estado em que uma pessoa não sente ou não reconhece os sintomas. Isto ocorre quando a pessoa não reconhece quando os níveis de glicose no sangue estão caindo abaixo de um nível seguro, assim, ela não sabe a hora certa para tomar as medidas necessárias para retornar os níveis de glicose adequados.  A não percepção parece ocorrer mais frequentemente em pessoas que tiveram vários episódios de hipoglicemia ou que tem diabetes a muito tempo, mas isso não acontece em todos os casos. Os casos são mais comuns em mulheres grávidas e em pessoas que controlam intensamente a diabetes.

Quando não há a percepção da hipoglicemia a pessoa pode não responder imediatamente ao tratamento, podendo durar mais tempo para corrigi-la. Pessoas com menos sensibilidade a hipoglicemia são menos propensas a despertar do sono quando ela ocorre durante a noite, e também têm menos defesas contra durante o exercício.

Algumas dicas de segurança para quem não tem percepção da hipoglicemia.

Aumentar o número de testes glicêmicos durante o dia e em momentos diferentes.

Sempre verifique antes de dirigir se os níveis estão abaixo de 100 mg/dl, caso positivo, comer e testar novamente depois de alguns minutos. Se os níveis de glicose são mais altos do que 100 mg/dl, mas caindo, comer e testar novamente antes de dirigir.

Discuta seus episódios de hipoglicemia com seu médico, para que você possa estar mais atento aos padrões e os sinais de alerta.

Orientar as pessoas que estão com você todos os dias sobre a hipoglicemia e a forma de ajudá-lo.

Use alguma identificação que o identifique como uma pessoa diabética.

Tenha sempre em mãos um glucagon e não se esqueça de orientar os que te rodeiam sobre a forma de usá-lo.

Muitas pessoas com diabetes, especialmente aquelas que usam insulina, deve ter uma identificação específica com eles em todos os momentos.

No caso de um episódio grave de hipoglicemia, um acidente de carro, ou de outra emergência, a identificação específica poderá fornecer informações importantes sobre o estado de saúde da pessoa, tais como o fato de ser diabético e/ou alérgico, seus dados pessoais, os contatos de seus médicos, dentre outros.

Como posso evitar a baixa glicose no sangue?

Sua melhor aposta é na boa gestão da diabetes e aprender a detectar a hipoglicemia para que você pode tratá-la mais rápido possível, antes que piore.

HIPERGLICEMIA (Alto nível de açúcar no sangue)

Hiperglicemia é o termo técnico para glicemia elevada (alto nível de açúcar no sangue). Glicemia alta acontece quando o corpo tem muito pouca insulina ou quando o corpo não consegue utilizar a insulina adequadamente.

A hiperglicemia é a causa principal de complicações diabéticas e acontece de tempos em tempos, para todas as pessoas que têm diabetes.

É importantíssimo verificar os níveis de glicose no sangue para determinar quando o seu nível é alto e fora da meta ideal.

Aprenda a identificar os sintomas da hiperglicemia para que possa tratá-la rapidamente.

Quando estiver alta, além da injeção de insulina, poderá diminuir o seu nível de glicose no sangue através do exercício, a menos que cetonas estejam presentes na urina.

O que causa a hiperglicemia?

Uma série de fatores podem causar a hiperglicemia:

Se você tem o tipo 1, você pode não ter se injetado insulina suficiente.

Se você tem o tipo 2, o corpo pode ter insulina suficiente, mas não é tão eficaz como deveria ser.

Você comeu mais do que programou ou praticou menos exercício do que planejou.

Você tem o estresse de uma doença, como um resfriado, uma gripe ou uma virose.

Você passa por outras formas de stress, tais como conflitos familiares, escolares ou problemas de namoro.

Os principais sinais e sintomas da hiperglicemia são:

  • Glicemia elevada
  • Altos níveis de açúcar na urina
  • Micção frequente
  • Aumento da sede

Parte da gestão da sua diabetes é verificar a glicose no sangue frequentemente. Pergunte ao seu médico quantas vezes você deve verificar seus níveis de glicose no sangue e quais são os níveis adequados. Fazer o teste glicêmico (ponta de dedo) e, em seguida, tratar a glicemia alta precocemente, irá ajudá-lo a evitar problemas associados com hiperglicemia.

Como posso tratar a hiperglicemia?

Muitas vezes você pode baixar o nível de glicose no sangue por exercício. No entanto, se a glicose no sangue está acima de 240 mg/dl, deverá ser cauteloso. Se você tem cetonas na corrente sanguínea, não deverá se exercitar.

Exercitar quando cetonas estão presentes pode fazer o seu nível de glicose no sangue subir ainda mais. Você precisa trabalhar com o seu médico para encontrar a forma mais segura para diminuir seu nível de glicose no sangue.

Reduzindo a quantidade de alimento que você ingere também poderá ajudar. Trabalhe com seu nutricionista para fazer mudanças em seu plano de refeições. Se o exercício e mudanças em sua dieta não funcionarem, o seu médico pode alterar a quantidade de medicação ou insulina.

E se não for tratada?

A hiperglicemia pode ser um problema sério se você não tratá-la, por isso é importante tratar logo que detectá-la. Se você deixar de tratar a hiperglicemia, uma condição chamada cetoacidose (coma diabético) poderá ocorrer. A cetoacidose se desenvolve quando o organismo não tem insulina suficiente. Sem insulina, o organismo não consegue utilizar a glicose como combustível, passando a quebrar as moléculas de gordura para gerar energia.

Quando seu corpo quebra as gorduras, resíduos chamados cetonas são produzidos. Seu corpo não pode tolerar grandes quantidades de cetonas e vai tentar se livrar delas através da urina. Infelizmente, o corpo não pode liberar toda a cetona que se acumula no sangue, podendo levar a cetoacidose.

Cetoacidose é risco de vida e precisa de tratamento imediato. Os sintomas incluem:

  • Falta de ar
  • Respiração que cheira frutado
  • Náuseas e vômitos
  • Boca muito seca

Converse com seu médico para saber como lidar com esta condição.

Muitas pessoas com diabetes, especialmente aqueles que usam insulina, deve ter uma identificação específica com eles em todos os momentos, para que facilite em casos de emergência ou acidente.

Como posso evitar a hiperglicemia?

Sua melhor opção é praticar uma boa gestão da diabetes, aprendendo a detectar os momentos de hiperglicemia para que possa tratá-los rapidamente, antes que seu quadro piore.